Comunicado “Vacinas”

A Direção da APPA - Associação Portuguesa dos Profissionais de Acupunctura e Medicina Tradicional Chinesa, vem por esta via, defender o interesse evidente para a saúde pública das Vacinas e do Plano Nacional de Vacinação sob a tutela da Direção Geral de Saúde (DGS).

Congratula-se por Portugal ser um dos países com maior taxa de vacinação do mundo. As Vacinas são um passo gigante da ciência no combate à doença, um passo que aproxima a Medicina Convencional das profissões que representamos, que são a Acupunctura e a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), pois esse grande passo dado pela Humanidade com a descoberta e implementação das vacinas, é um passo no sentido da prevenção e antecipação à doença, prevenção essa da doença que é por demais querida para a MTC e a Acupunctura.

Antes deste grande avanço da Ciência Médica no que respeita à prevenção de várias doenças, tais como Varíola, Difteria, Raiva, Tétano, Tosse convulsa, Sarampo, Rubéola, Parotidite epidémica, Hepatite B, H Influenzae B, N. Meningites, Vírus do Papiloma humano (HPV), S. Pneumoniae, Tuberculose, Poliomielite etc... cursavam epidemias que matavam e ou deixavam com vários níveis de handicap, milhares e às vezes milhões de Seres Humanos.

Assim, ainda bem que nascemos num mundo já vacinado!

Portugal até aos anos 80 teve poliomielite, mais conhecida por "Paralisia Infantil", ainda hoje vemos pessoas com idades acima dos 40 anos com vários tipos de deformações físicas, causadas pela "Paralisia Infantil" que foi erradicada de Portugal mas infelizmente ainda existe em Países menos desenvolvidos, podendo ser adquirida por contágio de pessoas não vacinadas em contacto com doentes ou portadores da doença. É uma doença que causa grave sofrimento, deforma, incapacita, mas também mata, como matam muitas outras das doenças que hoje se previnem pelo plano nacional de vacinação.

Tem vindo a público certa informação absurda que apontam as TNC - Terapêuticas Não Convencionais, nas quais se enquadram a Acupunctura e MTC, como sendo contra as vacinas e o plano nacional de vacinação da DGS em Portugal. Notícias sem qualquer fundamento que ora desmentimos.

Não só apoiamos como aplaudimos a Vacinação e o Plano Nacional de Vacinas!

Temos de facto conhecimento de alguns, poucos, Profissionais das TNC que são contra certas vacinas, ou mesmo contra todas as vacinas, mas temos igualmente conhecimento de médicos e outros profissionais de saúde convencional, que assumem publicamente ser contra as vacinas pelas mesmíssimas razões apontadas por estes nossos colegas, que são os riscos e os efeitos colaterais das vacinas, porque estas também os têm.

O Direito à opinião, é um direito de cada ser Humano conquistado pela civilização. Portugal é um País orgulhosamente livre onde o "delito de opinião" não faz sentido. Cada pessoa tem o direito à sua opinião e a defendê-la publicamente.

Nesse sentido é oportuno para clarificar que a posição da APPA é, por isso, de apoio ao Plano Nacional de Vacinação, às Vacinas em geral e à DGS no que concerne a Vacinas, Vacinação e Plano Nacional de Vacinação.

Sempre houve pela APPA, uma posição clara de respeito pelo direito à opinião, de cada pessoa, na forma como escolhe cuidar da sua Saúde e da sua Manutenção, e uma aceitação que outros Profissionais de Saúde (Convencional ou não) tenham, perante as Vacinas globalmente, ou perante uma ou outra Vacina, posição contrária a esta nossa.

A Direção da APPA entende que, em regra, os riscos de ser vacinado, são inferiores aos riscos de o não ser, razão pela qual recomenda o Plano Nacional de Vacinação.

Mais espera que, mais cedo do que tarde, se descubram Vacinas para doenças tão importantes tais como o Cancro e a SIDA.

Sim porque haverá cancros possíveis de prevenir com Vacinas. Atualmente existe vacina pelo menos para um tipo de cancro. O Cancro do Colo do Útero.


Pela APPA

Presidente:

Pedro Choy

Vice-Presidente:
Domingos Silva
Eduardo Vicente
Fernanda Barra
Filipe Fernandes
João Catarino
Joel Amorim
José António
Franco Maria
Rosa Jordão

 


 




Joomla Extensions powered by Joobi
Facebook
Mais notícias